. . .

25 de ago de 2016

Primeiro registro de Araras-Azuis na RPPN Buraco das Araras


O ultimo dia 24 de Agosto foi um dia de grandes emoções na RPPN Buraco das Araras. Depois de 20 anos de atividade turística e preservação, foi possível realizar o primeiro avistamento e o registro de um casal de Araras-Azuis (Anodorhynchus hyacinthinus).

Arara-vermelha observa curiosa as novas visitantes

Talvez a maior parte das pessoas não tenha noção da grandiosidade desse momento. Para compreender precisamos voltar para uns 20 anos atrás. 

20 anos atrás as Arara Azuis estavam praticamente extintas na natureza, e havia um pequeno grupo no Pantanal. Iniciou-se um projeto de conservação com a Prof. Neiva Guedes. Com muito esforços e dedicação de muitos hoje podemos ver os frutos da conservação. 


Há 20 anos atrás o Proprietário Modesto Sampaio decidiu começar o turismo em sua fazenda pois havia uma formação geológica muito bela, sempre soube que no passado as pessoas falavam que aquele buraco era cheio de Araras Vermelhas (Ara chloropterus) , no entanto o que ele via era apenas lixo e urubus. A família decide então fazer a limpeza da dolina, reflorestar a área da fazenda e colocar 6 indivíduos de Araras Vermelhas. E hoje podemos observar uma população com quase 120 indivíduos.

E o que significa tudo isso? Qual a importância de ver as Araras Azuis e Vermelhas juntas? Significa que todos os empenhos e esforços para conservar valeram e ainda valem a pena, e que hoje podemos dizer que a RPPN Buraco das Araras caminha, a cada dia mais, para a conservação e preservação por um mundo melhor!


Aos poucos muitas vermelhas foram chegando perto para observar as azuis (parte inferior da imagem)





Postar um comentário