. . .

6 de mai de 2016

Observação de Aves


A observação de aves é uma atividade que já existe há muito tempo em países do Hemisfério Norte, principalmente Inglaterra e Estados Unidos, praticada por milhares de pessoas. Embora já exista uma legião de observadores pelo mundo, no Brasil ainda tem pouca gente praticando, porém, o interesse vem crescendo, especialmente pela a fotografia de aves tem sido uma das principais responsáveis pela popularização da atividade. 
Todos querem conhecer o nome da ave fotografada ou do pássaro que vem cantar e se alimentar no jardim da casa, contribuindo para divulgar esta saudável atividade.
O Buraco das Araras foi um pioneiro na região a desenvolver esta atividade, sendo um local que naturalmente oferece grandes possibilidades de observação, o que tem atraído cada vez mais os entusiastas das aves. Não é preciso ser um observador de aves experiente para visitar o Buraco das Araras, mas com certeza você vai adorar a novidade. 
A observação é feita em grupos de no máximo dez pessoas, sempre acompanhadas por um guia ou monitor credenciado. Pode ser feita de manhã bem cedinho (é o melhor horário), ou então no final da tarde.
Durante a atividade são percorridas as trilhas tradicionais ou outros caminhos, todos em ambiente de cerrado, onde é possível observar diversas aves.
Até o momento foram registradas 125 espécies dentro da RPPN Buraco das Araras. A parada nos mirantes da dolina oferece também excelente oportunidade para se observar as aves que sobrevoam o local, especialmente as araras. 
E para facilitar o contato com as aves nos mirantes, duas lunetas fixas estão disponíveis para uso dos visitantes. A observação de aves pode ser feita durante todo o ano, porém é na primavera que elas estão mais ativas devido ao período reprodutivo, exibindo-se em vôos acrobáticos, cantos melodiosos e cores mais brilhantes.
Também é nessa época que algumas aves migratórias visitam a região, como a guaracava-de-crista-branca, sovi, anu-coroca, peitica, saí-andorinha e irré, entre outras. 
E por falar em período reprodutivo, a dolina é um local muito utilizado durante essa época. Araras, urubus, periquitos, pássaros-pretos, peitica, gralhas, saí-andorinha, surucuá, acauã e até a coruja murucututu costumam construir ninhos nas fendas e na vegetação do Buraco das Araras. Mas quem disse que não se pode observar aves em outras estações do ano? Durante o verão teremos a chance de observar os pais com seus filhotes crescidos, aprendendo a procurar comida e treinando os primeiros cantos, aos poucos se tornando independentes. E no outono e inverno, o que vemos nas trilhas são bandos formados por várias espécies diferentes, chamados bandos mistos. 
Este grupo se forma para que as aves possam procurar alimento juntas com segurança, pois sempre vai haver alguém em alerta para denunciar predadores. É a chance de se ver várias espécies no mesmo local! Enfim, em uma manhã de atividade, é possível observar entre quarenta e sessenta espécies de aves, o que torna este um local imperdível para o observador que estiver passando pela Serra da Bodoquena!
Postar um comentário